quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Tempos de Criança

Que saudades da minha infância, daquele tempo bom de criança, em que eu não odiava ir à escola, pelo contrário, contava as horas pra voltar e esperar a hora do recreio, correr para o parquinho que ficava no pátio e ir ali me divertir como se o tempo jamais fosse passar. De não ter que me preocupar com o que os outros acham de mim, de perguntar besteiras e não ter receio do que vão me dizer, de chorar sem ter medo de ser reprimida, de não ter que me preocupar com responsabilidades, onde sair de carro com meus pais pra um lugar chato era divertido, apenas pelo fato de colocar o rosto fora da janela e sentir o vento bater em meus cabelos. 
Como era bom não ficar parada em frente a um guarda-roupa tendo que escolher algo que agradasse os outros, que saudades de sair de casa com a roupa amarrotada e mesmo assim não estar nem aí, de correr em dias de chuva respirando aquele maravilhoso cheiro de terra molhada, brincar de esconde-esconde então? Era a minha diversão. 
Sinto falta de ser uma pessoa ingênua, inocente, boba, onde meninos e meninas juntos não se viam maldade. Hoje, eu daria tudo pra ter uma tão sonhada máquina do tempo e poder voltar aos meus 5 anos de idade somente para pular corda ou até mesmo brincar de amarelinha, onde naquele tempo meus pais não eram meus inimigos e sim meus melhores amigos. Lembranças que jamais o tempo tirará dos meus pensamentos.

Caliane Fernandes Amorim

Nenhum comentário:

Postar um comentário


All Rights Reserved ©